quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Shanti Shanti Shanti

Paz para mim, para o próximo e para o mundo, isso quer dizer um dos mantras entoados durante minha primeira aula de Yoga, Shanti Shanti Shanti.

Sim, aula de Yoga. Comecei a pensar em fazer aqui em Bogotá. Sempre que passava em frente ao local das aulas, nas idas para o Centro Comercial Chile, tinha interesse em entrar e pedir informações. Semana passada fiz isso. Achei que $ 20.000 era um preço justo por uma atividade que me faria mexer o corpo e, quem sabe, ajudar em outras questões.

As aulas são nas 3ªf e 5ªf. Esperei ansiosa pela 3ªf desta semana. Fui bem empolgada para a aula, até chegar lá e dar com o nariz na porta. Naquele dia, excepcionalmente, não haveria aula. Voltei para casa, xingando o Murphy, que algumas vezes insiste em se colocar no caminho.

Tudo bem, hoje chegou o dia. Na sala onde é ministrada a aula alguns colchonetes no chão e uma colega de classe, uma senhora que não parecia muito afim de papo. Chegou o professor, me apresentei e expliquei que seria minha primeira experiência, ele não pareceu se preocupar e disse que se não entendesse qualquer coisa poderia perguntar. Eu só pensava que não poderia bater palmas no final da atividade, como fazemos nas aula de body combat (mistura de artes marciais e queima de muita caloria, a aula que eu mais gostava na academia).

Nos primeiros minutos já me sentia tranquila e entrei no clima. Algumas posições básicas e muita respiração, assim percorreu a aula. Fiquei impressionada com a forma de respirar, simples e eficiente. Achei que seria difícil, mas é muito natural. E não tem nada de "imagine-se correndo por um lindo gramado ou nadando em um lago" ou "esvazie sua mente", nada disso, nada fora da casinha. É um momento de fazer as coisas com mais calma, com movimentos pensados e que realmente proporciona um desligamento do exterior por 90 minutos. 



Li que o Yoga é benéfico para quem é ansioso, tem problemas para dormir e de estômago (SOU EU!). Confesso que em algum momento já tive preconceito sobre a prática, a ignorância nos leva ao preconceito. Nunca achei que combinaria com um momento zen, mas deu certo. Saí de lá me sentindo mais leve, e sem gastar 10% de calorias que gastaria em uma aula de ginástica. Foi realmente benéfico e pretendo repetir a aula, quantas vezes forem possíveis. 

3 comentários:

Marina disse...

ah que massa, sempre quis fazer yoga :D

Clau disse...

Gostei da frase "ignorância nos leva ao preconceito"...vou pensar mais sobre isso.
Que bom que a aula foi um sucesso prima, daqui a pouco vc tá fazendo a flor de lótus! Beijão com saudades

margareth disse...

que ótimo filha,tomara que vc consiga relachar e dormir melhor,assim seu organismo vai funcioanar melhor.